30° Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017

Nos dias 23 a 25 de maio de 2017, em São Paulo, aconteceu o 30° Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017. Foi um dos eventos paralelos à FCE Cosmetique.

As discussões começaram pelo crescimento nas certificações de produtos com palestras sobre certificação Halal da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (FAMBRAS) e sobre selo vegano da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB)

Na palestra de Dib Ahmad El Tarrass, Gestor de Desenvolvimento do Halal Industrial, explicou o conceito de Halal, a necessidade da certificação e as etapas necessárias para isso. Halal significa lícito ou permitido e se trata de um padrão ético e moral de ações lícitas que envolve a conduta, as vestimentas, a alimentação, etc.

Palestra sobre certificação halal no Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017

Palestar de Dib Ahmad El Tarass e Elaine Franco de Carvalho sobre certificação halal.

Durante o evento, o secretário-executivo da SVB, Guilherme Carvalho, contou atualmente SVB tem 300 produtos certificados, incluindo cosméticos. “Recebemos pedido de pelo menos uma empresa por dia em busca de certificação. Com o aumento da demanda e esclarecimento do mercado, imaginamos que em breve teremos o dobro desse número”, disse ele.

Para ambas certificações, foi esclarecido que pode ser certificado um único produto, linha de produtos ou linha de produção. Não é necessário já de início certificar toda a planta fabril e todos os produtos de uma única vez.

No segundo dia de evento, um dos destaques foi a palestra magistral da vice-presidente de pesquisa e inovação da Chanel, Amy Wyatt. Ela enfatizou que alguns desafios da marca atualmente é fazer o luxo mais acessível, de acordo com o perfil do novo consumidor. A marca investe em ideias que não necessariamente surgem de seus especialistas. “Na nossa estratégia de inovação também contamos com a concorrência. Trocamos tecnologia, mas construímos de maneira diferente”, disse Amy. Foi marcante a fala dela de que a Chanel não se preocupa em lançar muitos produtos, mas seus esforços giram em torno de lançar os melhores produtos.

Palestra de Amy Wyatt durante Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017

Palestra de Amy Wyatt sobre inovação no mercado de luxo.

O inglês Charles Spence, professor do departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Oxford, apresentou a palestra “Design multissensorial inspirado na neurociência”. Segundo ele, o aroma, a textura e até o formato da embalagem devem ressaltar os efeitos esperados pelos consumidores. Um lenço de papel, por exemplo, pode ter como principal qualidade sua maciez, mas vir aliado a uma fragrância que induz o usuário a reconhecer que aquela marca de lenço especificamente é mais macia do que outra.

No terceiro e último dia do 30° Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017, a presidente da FELASCC (Federación Latinoamericana de Sociedades de Ciências Cosméticas) e Diretora do laboratório uruguaio Dermagroup, Lídia Morus apresentou o tema “Pacientes oncológicos – um novo nicho do mercado cosmético”.  Ela falou da responsabilidade desse tipo de produto, que pode ajudar pacientes com câncer na recuperação da autoestima. Consequentemente, pode aumentar a socialização da pessoa além de influenciar positivamente nos tratamentos contra a doença. Entre as sequelas mais comuns naqueles em tratamento estão a pele muito seca, eczemas, dermatite, acne, ressecamento nasal, irritação, coceira, manchas, aumento da sensibilidade ao sol e perda de cabelo. O usuário deve evitar produtos para o controle de acnes, bem como que contenham fragrâncias e glicóis, que são potencialmente irritantes. “Os produtos cosméticos para os pacientes devem focar-se na maquiagem corretiva, proteção UV, hidratação, reparação e limpeza”, disse ela..  Atualmente, segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, existem 14,1 milhões de pessoas com câncer em todo o mundo e estima-se que o número de novos casos aumente nos próximos anos.

Palestra de Lidia Morus no Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017.

Palestra de Lidia Morus sobre cosméticos oncológicos.

Encerrando o evento, a Diretora de Recursos Humanos para o Brasil da Estée Lauder, Larissa Messias apresentou estratégias do grupo para aproximação com a geração millennials: o consumidor de luxo quer cada vez mais edições limitadas e serviços e produtos que ainda não foram lançados no mercado de massa, ou masstige. É como um clube dentro de um clube. Ao mesmo tempo, observamos que a classe média que outrora tinha medo do preço, e por isso nem entrava nas lojas, já conhece mais produtos como os nossos. Nesse contexto, é importante conhecer os millennials porque eles valorizam muito mais a experiência do que a posse dos produtos, e 34% da população do Brasil é composta por esse público, geralmente, indivíduos nascidos entre os anos 1980 até o final dos anos 2000”.

Avaliação geral do 30° Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017

Resumindo o 30° Congresso Brasileiro de Cosmetologia 2017, a organização se encarregou de selecionar temas pertinentes e de minimizar o antigo viés comercial das palestras que insistia em aparecer. No evento desse ano, apenas uma palestra não teve enfoque científico e foi o momento em que diversos participantes aproveitaram para sair e tomar café. Os pesquisadores da área não querem mais ouvir no congresso o mesmo assunto que será apresentado nos estandes da FCE Cosmetique. Já que os eventos são paralelos, que sempre prevaleça a ciência no congresso e as apresentações comerciais sejam o forte da feira. Toda a organização do congresso está de parabéns! Com algumas poucas ausências, participei de 7 das últimas edições do evento e é nítido o esforço em melhorar e oferecer um evento cada vez melhor!